blog.ftofani.com / Esse é o blog pessoal do Felipe Tofani. Onde ele escreve e comenta sobre tudo que acha interessante mas não necessariamente é.

Motherblood do Grave Pleasures

Em Motherblood, o Grave Pleasures pega o que eles tentaram fazer no disco anterior, o fenomenal Dream Crash, e levam tudo a um novo patamar.

Em Motherblood, o Grave Pleasures pega o que eles tentaram fazer no disco anterior, o fenomenal Dream Crash, e levam tudo a um novo patamar. Digo isso porque eles pegam todas as fórmulas que exploraram no disco anterior e adicionam uma energia diferente e a mesma melodia de antes. Deixando tudo ainda melhor e fazendo um dos melhores discos do ano para mim. Facilmente.

Grave Pleasures é uma banda de post-punk lá da Finlândia que veio ao mundo com outro nome, o finado Beastmilk. O som da banda é uma mistura de riffs que me lembram um pouco Killing Joke e mais uma dezena de outras bandas que misturavam um pouco de gótico com rock mas o interessante aqui para mim é o ritmo de tudo e o peculiar vocal de Mat McNerney que também canta no Hexvessel.

Mostrei esse disco para alguns amigos e muitos deles ficam com um pé atrás com a voz incomum que aparece no disco. Eu até entendo essa reação mas ainda acho que a voz de Mat McNerney encaixa perfeitamente nesse clima quase oculto do Grave Pleasures. Como você pode ver no vídeo abaixo para a música Joy Through Death.

GRAVE PLEASURES – Joy Through Death (OFFICIAL VIDEO)

GRAVE PLEASURES – Joy Through Death (OFFICIAL VIDEO). Order the Album Now: https://gravepleasures.lnk.to/Motherblood Taken from the album “Motherblood” Out September 29th 2017.

A cada nova audição de Motherblood, me descubro interessado em uma nova música. Comecei gostando de Infatuation Overkill mais do que o normal. Depois fui para Joy Through Death por culpa do video da música. Um pouco depois, já estava escutando Mind Intruder sem parar. Depois de ver a banda ao vivo, pela primeira vez, passei a cantarolar Doomsday Rainbows como se não houvesse amanhã. Agora, meu ouvido escuta Atomic Christ que ainda vem com a participação especial de David Tibet do Current93.

Resumindo, Motherblood é um dos melhores discos do ano para mim. E era o disco que o Grave Pleasures precisava gravar para mostrar para o mundo a banda que eles são. Ao vivo, a banda é ainda mais fantástica do que no disco e todo mundo deveria ter a oportunidade de ver isso. Se não der, fique com o vídeo abaixo que já ajuda um pouco. Nele dá pra ver um pouco mais do que eu quis dizer em relação aos ritmos e a bateria da banda. Preste atenção e você vai entender.

Grave Pleasures – Mind Intruder live in Berlin

This was Grave Pleasures playing last night here in Berlin. https://www.facebook.com/gravepleasvres

Escute mais do Motherblood do Grave Pleasures