review

Até alguns dias atrás, eu nunca tinha ouvido falar do David Berman e do Purple Mountains. Acabei de deparando com esse disco quando vi uma lista que o Marc Masters publicou no seu twitter sobre os possíveis melhores discos de 2019. Peguei essa lista e fui explorando as bandas que eu não conhecia e, dessa forma, acabei me deparando com o Purple Mountains.

Purple Mountains do David Berman

Até alguns dias atrás, eu nunca tinha ouvido falar do David Berman e do Purple Mountains. Acabei de deparando com esse disco quando vi uma lista que o Marc Masters publicou no seu twitter sobre os possíveis melhores discos de 2019. Peguei essa lista e fui explorando as bandas que eu não conhecia e, dessa forma, acabei me deparando com… Read More »Purple Mountains do David Berman

Devo ter escutado o Fear Inoculum do Tool algumas vezes desde que o disco foi lançado, no final de agosto. Depois de muitos anos de espera, eu teria o prazer de escutar alguma coisa nova dessa banda que eu gosto desde quando era adolescente, Precisamente, desde quando vi o video de Stinkfist pela primeira vez. Esse foi meu primeiro contato com a banda e guiou muito do que eu escuto hoje em dia.

Fear Inoculum do Tool

Devo ter escutado o Fear Inoculum do Tool algumas vezes desde que o disco foi lançado, no final de agosto. Depois de muitos anos de espera, eu teria o prazer de escutar alguma coisa nova dessa banda que eu gosto desde quando era adolescente, Precisamente, desde quando vi o video de Stinkfist pela primeira vez. Esse foi meu primeiro contato… Read More »Fear Inoculum do Tool

For My Crimes é o último disco de Marissa Nadler, lançado em setembro de 2018. A sonoridade aqui é mais próxima do folk que ela toca há anos e foge um pouco das atmosferas de post-rock que ela explorou no seu disco anterior, Strangers. Acho que, por isso mesmo, esse disco acabou soando mais como um retorno do que como algo realmente novo.

For My Crimes da Marissa Nadler

For My Crimes é o último disco de Marissa Nadler, lançado em setembro de 2018. A sonoridade aqui é mais próxima do folk que ela toca há anos e foge um pouco das atmosferas de post-rock que ela explorou no seu disco anterior, Strangers. Acho que, por isso mesmo, esse disco acabou soando mais como um retorno do que como… Read More »For My Crimes da Marissa Nadler

Manes é uma dessas bandas da Noruega que começou a gravar seguindo um estilo mais próximo do black metal mas que, com o passar dos anos, foi se distanciando do estilo quase que completamente. Em Slow Motion Death Sequence, o quinto disco da banda, fica até difícil conseguir colocar uma categorização na música que eles fazem.

Slow Motion Death Sequence do Manes

Manes é uma dessas bandas da Noruega que começou a gravar seguindo um estilo mais próximo do black metal mas que, com o passar dos anos, foi se distanciando do estilo quase que completamente. Em Slow Motion Death Sequence, o quinto disco da banda, fica até difícil conseguir colocar uma categorização na música que eles fazem. Talvez, por isso mesmo,… Read More »Slow Motion Death Sequence do Manes

Àmr parece ser o tipo de disco que segue com a sonoridade que Ihsahn estava perseguindo desde seus primeiros discos solo. Aqui o som é uma espécie de metal progressivo cheio de sintetizadores, vocais limpos e guitarras complexas e pesadas. Particularmente, eu acho fenomenal e por isso mesmo estou escrevendo esse review por aqui.

Àmr do Ihsahn, um dos melhores discos de metal progressivo de 2018

Àmr parece ser o tipo de disco que segue com a sonoridade que Ihsahn estava perseguindo desde seus primeiros discos solo. Aqui o som é uma espécie de metal progressivo cheio de sintetizadores, vocais limpos e guitarras complexas e pesadas. Particularmente, eu acho fenomenal e por isso mesmo estou escrevendo esse review por aqui. Existem algumas pitadas de black metal… Read More »Àmr do Ihsahn, um dos melhores discos de metal progressivo de 2018

Interiors do Quicksand é o primeiro disco dessa banda americana de post hardcore desde 1995, quando eles lançaram Manic Compression, E, pelo menos para mim, parece que a banda continuou de onde parou. Digo isso focado apenas no quesito musical de uma música como Illuminant. Música essa que é um pouco mais melódica do que os discos anteriores do Quicksand mas que, mesmo assim, é tudo que uma banda como essa sabe fazer de melhor.

Interiors do Quicksand

Interiors do Quicksand é o primeiro disco dessa banda americana de post hardcore desde 1995, quando eles lançaram Manic Compression, E, pelo menos para mim, parece que a banda continuou de onde parou. Digo isso focado apenas no quesito musical de uma música como Illuminant. Música essa que é um pouco mais melódica do que os discos anteriores do Quicksand… Read More »Interiors do Quicksand