blog.ftofani.com / Esse é o blog pessoal do Felipe Tofani. Onde ele escreve e comenta sobre tudo que acha interessante mas não necessariamente é.

Shining e Intronaut ao vivo em Berlim – Setembro de 2016

Em Setembro de 2016 eu tive o prazer de assistir mais um show dos noruegueses do Shining e, como sempre, foi uma ótima experiência.

Em Setembro de 2016 eu tive o prazer de assistir mais um show dos noruegueses do Shining e, como sempre, foi uma ótima experiência. Já acompanho a banda há alguns anos e essa é uma banda que sempre toca com paixão no palco. O som deles foi se tornando mais simples com o passar dos anos mas, ao vivo, é praticamente a mesma coisa de antes.

SHINING (NOR): The Madness and the Damage Done at Cassiopeia Berlin

Last night SHINING (NOR) played The Madness and the Damage Done and it was as amazing as always.

Então, depois do show do Shining, cheguei em casa pensando em como ilustrar aquela experiência. Semanas se passaram e eu não tinha ideia do que fazer. Até que, completamente por acidente, me deparei com uma caixa de fitas VHS jogadas em uma calçada perto de casa. Lembro bem de estar indo comer alguma coisa e passar pelas fitas, voltar e dar uma olhada no visual datado das mesmas. Acabei gostando do visual delas, de um jeito meio saudosista, e resolvi usar disso como referência para o poster do Shining.

Essa estética nostálgica dos anos oitenta e noventa não tem muito a ver com a sonoridade do Shining ou do Intronaut, banda que era a principal da noite, mas eu tomei a liberdade de fazer o que eu quisesse. Foi assim que surgiu essa série de três posters diferentes que você pode ver abaixo.

Em Setembro de 2016 eu tive o prazer de assistir mais um show dos noruegueses do Shining e, como sempre, foi uma ótima experiência. Já acompanho a banda há alguns anos e essa é uma banda que sempre toca com paixão no palco. O som dele foi se tornando mais simples com o passar dos anos mas, ao vivo, é praticamente a mesma coisa de antes.

Em Setembro de 2016 eu tive o prazer de assistir mais um show dos noruegueses do Shining e, como sempre, foi uma ótima experiência. Já acompanho a banda há alguns anos e essa é uma banda que sempre toca com paixão no palco. O som dele foi se tornando mais simples com o passar dos anos mas, ao vivo, é praticamente a mesma coisa de antes.

Em Setembro de 2016 eu tive o prazer de assistir mais um show dos noruegueses do Shining e, como sempre, foi uma ótima experiência. Já acompanho a banda há alguns anos e essa é uma banda que sempre toca com paixão no palco. O som dele foi se tornando mais simples com o passar dos anos mas, ao vivo, é praticamente a mesma coisa de antes.

Em Setembro de 2016 eu tive o prazer de assistir mais um show dos noruegueses do Shining e, como sempre, foi uma ótima experiência. Já acompanho a banda há alguns anos e essa é uma banda que sempre toca com paixão no palco. O som dele foi se tornando mais simples com o passar dos anos mas, ao vivo, é praticamente a mesma coisa de antes.

As imagens acima foram inspiradas nas capas de fitas VHS da TDK, da Philips e a Fuji. No final, o resultado ficou completamente diferente dos outros posters que eu já tinha feito, para o Romano, Ministry ou Mastodon. Porém, gostei do exercício criativo e do saudosismo que foi recriar essas imagens.

Para ver melhor as imagens que publiquei aqui, vá direto no meu perfil no behance no link abaixo.

Shining e Intronaut ao vivo em Berlim – Setembro de 2016