mercado

Paul Jarvis acha que você não precisa fazer coisas que você não gosta

Paul Jarvis é um webdesigner freelancer que resolveu mudar sua vida quando decidiu não fazer as coisas que não queria. E, hoje, ele dá dicas sobre como viver fazendo as mesmas coisas que ele fez. Abaixo, você pode ter uma ideia de como ele começou a pensar assim. Many emails I receive start with, “I hate doing X, but…” and… Read More »Paul Jarvis acha que você não precisa fazer coisas que você não gosta

Para de Reclamar, vai lá e faz!

Trabalhar em agências de publicidade é sempre uma experiência estranha. É fácil ver uma pessoa com talento sendo levada para um caminho de mediocridade sem nem ao menos perceber que isso está acontecendo. O caminho inverso também acontece com tanta frequência que nem preciso mencionar o número de pessoas inaptas a realizar os projetos que seu cargo precisa. A vida é injusta dessa forma, acontece. Mas lembre-se que você é responsável pela sua vida, seu trabalho e sua experiência.

E eu digo isso porque fico vendo as pessoas ao meu redor procurando outros empregos, outras empresas na esperança de que algo vai conseguir catapultá-las para um novo mundo. Assim, quase que milagrosamente. Eu observo isso e fico pensando na época que eu achava isso a atitude mais correta a se tomar. Afinal, se seu chefe só te passa aqueles trabalhos chatos, porque você deve continuar ali? O mercado sempre vai precisar de alguém e você pode ser esse alguém. E no mercado você vai encontrar aqueles projetos sensacionais que ganham prêmios, que triplicam seu salário, que te transformam na pessoa mais relevante da internet, que abrem as portas de todas as festas mais legais da cidade. Você sabe do que eu estou falando. E, um dia, você também vai perceber que isso não existe. E que não é assim que as coisas funcionam.

Não adianta você ficar esperando aquele momento que seu chefe vai te entregar uma promoção de mão beijada. Poder nunca é dado, poder é tomado. Quando você está “preparado” para algo, você passa uma sensação diferente. Não sei muito bem como dizer isso mas é quase como quando falam que alguns animais sentem cheiro de medo. A mesma coisa acontece aqui.

Read More »Para de Reclamar, vai lá e faz!

A Arte Perdida da Crítica de Design

Ano passado eu falei no Pecha Kucha Night e um dos pontos que tentei falar foi sobre a falta de crítica na comunidade de design. Não só na comunidade online mas no dia a dia mesmo. Afinal, a discussão crítica sobre o design pode ser, algumas vezes, tão importante quanto o processo em si. Aliás, se seu trabalho é feito em grupo, um retorno da sua equipe e de seus colegas pode mantê-lo interessado e ajudá-lo a aprimorar algumas técnicas que você nem sabia que precisava de aprimoramento.

Read More »A Arte Perdida da Crítica de Design

Eles não precisam de um Diretor de Arte

É estranho chegar a essa conclusão mas eu não acho que aquele lugar onde você trabalha precisa de você como Diretor de Arte. Não acho que eles precisam de um designer também. O que eles precisam é de um operador de photoshop, alguém que saiba colocar em prática todas as ideias geniais que eles dizem ter. Alguém que não pense muito e obedeça todos os pedidos, por mais absurdos que eles sejam. É isso que eles querem e não acho que eles querem você.

Read More »Eles não precisam de um Diretor de Arte

North Kingdom

Se eu pudesse escolher qualquer lugar do mundo para trabalhar, eu teria que mudar para a Suécia porque é lá que a North Kingdom tem sua sede. Mais precisamente em Skellefteå, que fica perto do círculo polar. Mas valeria a pena. Assista o vídeo acima e entenda porque. www.northkingdom.com

O que eu aprendi com meus designs fracassados

Já tem alguns anos que eu faço o que eu faço e já perdi as contas de quantos layouts para sites e impressos que eu fiz. Muitos viram a luz do dia e alguns nunca chegaram a ser mostrados para um cliente. Alguns falharam em etapas internas e foram refeitos e outros falharam em etapas finais e não chamaram a atenção que deveria e não responderam bem ao que o cliente precisava.

É óbvio que, agora, eu sei que o que funciona para mim não necessariamente funciona para o resto do mundo. Ou mesmo para o cliente que está comprando o meu layout. Já escutei algumas vezes que ninguém entendeu o layout, tanto quanto já escutei que o que eu fiz ficou perfeito. Sei que não é sorte mas sim trabalho então abaixo eu resolvi criar uma lista das coisas que eu aprendi errando sempre.

Read More »O que eu aprendi com meus designs fracassados