blog.ftofani.com / Esse é o blog pessoal do Felipe Tofani. Onde ele escreve e comenta sobre tudo que acha interessante mas não necessariamente é.

Visitando um Cemitério de Estátuas Soviéticas em Tallinn

http://fotostrasse.com/soviet-statue-graveyard-tallin/#.WJugLBIrKV4

Quando comecei a planejar minha visita a Tallinn, lembro de ficar apenas com uma ideia na cabeça: Estátuas Soviéticas. Na época que planejei a viagem até a capital da Estônia, estava fazendo uma série de “expedições” a periferia de Berlim com a ideia de encontrar algumas estátuas que foram abandonadas na região depois da reunião da Alemanha.

Por isso mesmo eu fui para lá bem monotemático. Tudo ficou ainda mais forte depois que me deparei com um artigo no blog do Michael Turtle onde ele fala sobre uma espécie de cemitério de Estátuas Soviéticas atrás do Museu de História em Tallin. No meu último dia na cidade, eu peguei um taxi naquela manhã chuvosa e fui tentar ver o que poderia existir no lugar.

Cheguei no lugar e as coisas eram um pouco diferentes do que tinha visto anteriormente, ainda na internet. O local não está mais abandonado e, parece que, vai acabar se tornando parte da exposição permanente do Museu de História da Estônia.

O Cemitério de Estátuas Soviéticas em Tallinn

Quando comecei a planejar minha visita a Tallinn, lembro de ficar apenas com uma ideia na cabeça: Estátuas Soviéticas. Na época que planejei a viagem até a capital da Estônia, estava fazendo uma série de “expedições” a periferia de Berlim com a ideia de encontrar algumas estátuas que foram abandonadas na região depois da reunião da Alemanha. Quando comecei a planejar minha visita a Tallinn, lembro de ficar apenas com uma ideia na cabeça: Estátuas Soviéticas. Na época que planejei a viagem até a capital da Estônia, estava fazendo uma série de “expedições” a periferia de Berlim com a ideia de encontrar algumas estátuas que foram abandonadas na região depois da reunião da Alemanha. Quando comecei a planejar minha visita a Tallinn, lembro de ficar apenas com uma ideia na cabeça: Estátuas Soviéticas. Na época que planejei a viagem até a capital da Estônia, estava fazendo uma série de “expedições” a periferia de Berlim com a ideia de encontrar algumas estátuas que foram abandonadas na região depois da reunião da Alemanha.

Mesmo assim, uma cabeça gigante do Lenin estava me encarando durante todo o tempo que eu estive por lá. E ela não estava sozinha, existiam, pelo menos, quatro outras cabeças. Todas elas de tamanhos diferentes e, uma delas, era feita de um mármore muito branco. Ao lado de Lenin, dava para ver uma estátua de Trotsky sem uma das mãos. Do outro lado, uma estátua de Stalin, a primeira que vi na minha vida. Ao redor delas, outras estátuas comunistas de pessoas que eu não reconheci. Na foto abaixo, tirada pelo meu parceiro de passeio Evo Terra, dá para ver o tamanho dessas estátuas.

Mesmo assim, uma cabeça gigante do Lenin estava me encarando durante todo o tempo que eu estive por lá. E ela não estava sozinha, existiam, pelo menos, quatro outras cabeças. Todas elas de tamanhos diferentes e, uma delas, era feita de um mármore muito branco. Ao lado de Lenin, dava para ver uma estátua de Trotsky sem uma das mãos. Do outro lado, uma estátua de Stalin, a primeira que vi na minha vida. Ao redor delas, outras estátuas comunistas de pessoas que eu não reconheci. Na foto abaixo, tirada pelo meu parceiro de passeio Evo Terra, dá para ver o tamanho dessas estátuas.
Mesmo assim, uma cabeça gigante do Lenin estava me encarando durante todo o tempo que eu estive por lá. E ela não estava sozinha, existiam, pelo menos, quatro outras cabeças. Todas elas de tamanhos diferentes e, uma delas, era feita de um mármore muito branco. Ao lado de Lenin, dava para ver uma estátua de Trotsky sem uma das mãos. Do outro lado, uma estátua de Stalin, a primeira que vi na minha vida. Ao redor delas, outras estátuas comunistas de pessoas que eu não reconheci. Na foto abaixo, tirada pelo meu parceiro de passeio Evo Terra, dá para ver o tamanho dessas estátuas.
Mesmo assim, uma cabeça gigante do Lenin estava me encarando durante todo o tempo que eu estive por lá. E ela não estava sozinha, existiam, pelo menos, quatro outras cabeças. Todas elas de tamanhos diferentes e, uma delas, era feita de um mármore muito branco. Ao lado de Lenin, dava para ver uma estátua de Trotsky sem uma das mãos. Do outro lado, uma estátua de Stalin, a primeira que vi na minha vida. Ao redor delas, outras estátuas comunistas de pessoas que eu não reconheci. Na foto abaixo, tirada pelo meu parceiro de passeio Evo Terra, dá para ver o tamanho dessas estátuas.

Tendo crescido no Brasil, nos anos oitenta, lembro bem de acompanhar as notícias da União Soviética nos jornais. E, acredito que, pela falta de influência comunista no meu dia a dia brasileiro, acabei desenvolvendo um certo interesse e fascínio por essas estátuas e por tudo que aconteceu por aquele lado do mundo.

Encontrar esse cemitério de estátuas soviéticas em Tallinn foi uma das coisas mais interessantes que fiz na capital da Estônia. Elas parecem fora de lugar, como se tivessem sido jogadas fora por um povo que não quer lembrar do passado. Mas que, ao mesmo tempo, não consegue deixar seu passado de lado. Eu aconselho todos a visitarem o local, se não for pelas estátuas, que seja pela estranheza de ver algo assim nos dias de hoje.

via Our Visit to the Soviet Statue Graveyard in Tallin via @fotostrasse