Berlim

Andando até a Polônia

bye Poland, it was nice to be in you for 45 minutes

No meio de 2012 eu comecei a fazer algumas caminhadas por Berlin já que precisava fazer alguma coisa para conhecer um pouco mais da cidade que tinha resolvido adotar uns meses antes. O que eu fazia eram caminhadas aleatórias por regiões da cidade que eu não conhecia mas, acabei gostando de fazer aquilo e passei a ficar planejando novas caminhadas usando o Google Maps. Foi ai que surgiu a ideia de andar até a Polônia e a culpa foi de um zoom out que dei sem querer no mapa. Afinal, não é todo dia que eu posso falar para alguém que andei até outro país. Foi assim que eu percebi o quão perto a Polônia está de Berlin e foi ai que minha ideia de andar até lá começou a amadurecer.

Lembro de conversar com minha esposa sobre o assunto e com alguns amigos que gostam de hiking e caminhadas mas nada que saiu desses papos me ajudou ou me deu coragem para fazer isso. Ninguém cogitou a ideia de me acompanhar nessa caminhada e fiquei pensando se valeria a pena mesmo passar por isso tudo. Então, acabei deixando essa ideia de lado. Read More »Andando até a Polônia

Thomas Schos­tok no We Love 8Bit Art Show

Thomas Schos­tok at We Love 8Bit Art Show

Sou fã do Thomas Schos­tok tem anos. Não lembro direito como cheguei no site dele mas lembro de ficar me questionando como que alguém fez tudo aquilo. Lembro de tentar copiar alguns dos elementos que ele usava no seu site quando coloquei meu primeiro portfólio online em 2006. Lembro de usar imagens dele como referência em vários projetos e, posso dizer sem problemas, que tente copiar o visual de suas pinturas em muitos dos flyers que fiz entre 2006 e 2008.

Read More »Thomas Schos­tok no We Love 8Bit Art Show

Krampnitz em Novembro

looking outside

Já postei aqui antes sobre meu passeio de dois dias por Krampnitz, a antiga caserna nazista e soviética que foi deixada para apodrecer em Potsdam. Em um domingo há umas semanas atrás, acabei levando um colega de trabalho para uma exploração local depois de uma conversa num bar.

Acabei descobrindo que todas as áreas interessantes do local foram isoladas com tijolos e portas de aço. Entendo perfeitamente a necessidade de proteger o local mas acho que eles chegaram tarde demais. Não dá mais para ver a lendária águia nazista, não dá mais para explorar o cassino onde foi filmado Bastardos Inglórios e não dá mais para ver o interior do teatro/cinema. De qualquer forma, segue abaixo algumas das fotos que tirei no local.

Read More »Krampnitz em Novembro