blog.ftofani.com / Esse é o blog pessoal do Felipe Tofani. Onde ele escreve e comenta sobre tudo que acha interessante mas não necessariamente é.

Desligando Notificações e tomando controle do seu celular

Hoje de manhã, me deparei com um tweet que mencionava um experimento feito em alguma escola nos Estados Unidos. Uma professora resolveu pedir para que seus estudantes deixassem seus celulares no volume máximo para que ela pudesse coletar quantas notificações eles receberiam durante sua aula. O número de notificações pode ser visto no tweet logo abaixo.

Hoje de manhã, me deparei com um tweet que mencionava um experimento feito em alguma escola nos Estados Unidos. Uma professora resolveu pedir para que seus estudantes deixassem seus celulares no volume máximo para que ela pudesse coletar quantas notificações eles receberiam durante sua aula. O número de notificações pode ser visto no tweet logo abaixo. 

A primeira coisa que eu fiquei pensando quando me deparei com isso foi como que as pessoas parecem não entender direito como que notificações funcionam e como que é simples tomar controle do seu celular. Afinal, você não precisa viver observando todas as notificações que recebe. Você não precisa receber notificações em audio de que algo está acontecendo no seu celular. 

Eu percebi que notificações eram um problema para mim há alguns anos. Toda vez que eu via aquele círculo vermelho em cima do ícone do meu app de e-mail, eu precisava clicar nele para ver o que que eu tinha recebido. Na maioria das vezes, não era nada importante e eu estava mudando meu foco para, momentaneamente, ir dar atenção para algo que não tinha nenhuma relevância para mim. Era como se meu celular estivesse carente e eu precisasse parar com tudo para passar um pouco de tempo com ele. 

A notificação do meu e-mail foi a primeira que eu mudei. Nunca mais vi esse círculo vermelho por cima do ícone do meu app de e-mail e eu não morri por isso. Eu não perdi nenhum e-mail importante por culpa disso e meu mundo não implodiu. Eu apenas passei a lidar com umas das formas com as quais o mundo entre em contato comigo de forma diferente. E, com essa experiência positiva, acabei replicando a mesma atitude para outros aplicativos e outras notificações. 

Não tenho aplicativo do Facebook no meu iPhone. Não recebo notificações por e-mails, não recebo nada quando alguém dá um like ou vem falar comigo no Instagram. Acredito que os únicos aplicativos que me mandam notificações são o Telegram, o Whatsapp e as mensagens de texto. E, mesmo assim, isso não acontece de forma sonora e esses são os únicos aplicativos que eu permito que me peçam uma certa urgência. Afinal, eles são as minhas formas mais diretas de me comunicar com meus amigos. Por isso que eles estão com esse privilégio que outros aplicativos não tem. 

Imagino que não é todo mundo que pode sair fazendo o que eu acabei fazendo. E sei bem que tem muita gente que também não quer seguir essa minha direção. Mas, como eu considero que notificações são um dark pattern de design e, algumas vezes, acabam sendo consideradas spam, acho que existem formas melhores de lidar com essas coisas. Afinal, eu lembro de ler um artigo sobre como as notificações do iOS estavam arruinando um casamento e isso ficou bem presente na minha cabeça. 

Finalizo esse meu pensamento com um guia que eu me deparei no final do ano passado que pode ajudar muito em como configurar seu celular para que ele trabalhe para você e não o contrário. Muitas das dicas mencionadas no artigo são meio que senso comum mas parece que esse senso comum anda em falta pelo mundo. As dicas ali vão ajudar na sua produtividade, no seu foco e, quem sabe, na sua longevidade. 

Agora, é só desligar as notificações.