blog.ftofani.com / Esse é o blog pessoal do Felipe Tofani. Onde ele escreve e comenta sobre tudo que acha interessante mas não necessariamente é.

Peter Horbury e a Volvo

Quando uma empresa de automóveis resolve usar a Apple como referência de design, você sabe que eles tem alguma coisa em mente. Principalmente quando a explicação dada é aquele clássico onde Steve Jobs reprova layouts para um notebook apenas porque os parafusos eram visíveis. Quando uma empresa do patamar da Volvo começa uma palestra sobre design falando assim, você sabe que eles realmente se importam com o design. E foi isso mesmo que eu aprendi quando fui acompanhar a palestra de Peter Horbury, Vice Presidente de Design da Volvo.

Loucura é fazer a mesma coisa seguidas vezes e esperar resultados diferentes – Albert Einstein

As coisas nunca podem ser boas demais, foi com essa frase que Peter Horbury me ganhou. Depois dessa frase, tudo que ele dizia iria ser gravado no meu cérebro. E o que ele disse foi fenomenal. Quando o design é importante para uma empresa, ele deve fazer parte de todas as etapas e não apenas servir para deixar o seu produto bonito. Seu produto pode aproveitar do, que chamamos hoje de, design thinking em todas as etapas de produção. Da maçaneta da porta, o primeiro contato do consumidor com seu produto, aquele local onde todo o conceito do carro deve estar explícito; até o total domínio dos conceitos de proporção, onde o mudar de uma linha pode criar um veículo que vai “tomar conta de você” ao contrário de um carro que apresenta aquele visual frágil.


Quando você acredita no poder de mudança do design, você fabrica seu produto ao redor do seu humano, criando assim um verdadeiro design humanista. E isso muda tudo porque cria uma atenção a detalhes que normalmente não vemos, dessa forma nova, podemos prestar atenção no comportamento do usuário e passamos a usar conceitos de design interativo no campo do design de produto. Abusando ai de todas as novas disciplinas do design thinking.

Quando você acredita no design de verdade você faz a suas ideias serem colocadas em prática e não reutiliza conceitos visuais apenas por um saudosismo. Um dos pontos que Horbury mencionou que me soou mais impactante foi “We don’t do Retro”. O conceito é sempre aprimorar e não se apegar as ideias do passado. E seguir num espiral de constante evolução e inovação de produto. Criando produtos puros, desejáveis, duráveis, voltados para o ser humano, funcionais, autênticos e perpétuos. É isso que a Volvo acredita, é isso que a Volvo faz.

www.volvo.com.br